segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

QUANTO VALE UMA HORA.... DO SEU AMOR???


Neste mundo corrido, em que quase ninguém presta atenção em ninguém... mas o mais grave é precisamente no seio da família, em que pais e filhos pouco ou nada dialogam, daí que os filhos quando chegam à adolescência ou já mesmo na pré-adolescência, se sentem tão perdidos e abandonados, que na maioria das vezes fazem besteiras, para chamar a atenção, dos seus familiares. Tal acontece quando começam a consumir drogas ou se juntam em "bandos" e... assaltam, matam, sequestram...

Dura realidade dum mundo em que o Amor é relegado para segundo plano e o EGOísmo impera a todo o custo.

A verdadeira paz e o verdadeiro Amor, nascem no seio da família e só darão bons frutos se tudo for compartilhado entre pais e filhos, que poderão transmitir aquilo que de bom aprendem.

Então dê o melhor do seu TEMPO para sua "Família" e leia esta pequena "grande" história:

"Um menino, com voz tímida, pergunta ao pai, quando ele está chegando do trabalho:
- Papai! Quanto o Senhor ganha por hora?
O pai, num gesto severo, responde:
- Escuta aqui, meu filho! Isso nem tua mãe sabe. Não me amoles, que eu estou cansado.
Mas, o filho insiste:
- Papai, por favor ... diga quanto o Senhor ganha por hora?...
A reação do pai foi menos severa, e, respondeu:
- Ganho R$3,00 por hora, porque queres saber?.
- Então, papai, o Senhor pode me emprestar R$1,00?
O pai, cheio de ira, e tratando o filho com brutalidade, respondeu:
- Então, era essa a razão de quereres saber quanto eu ganho? Vai dormir e não me amoles mais. Estou cansado!
Era tarde da noite, quando o pai começou a pensar no que havia acontecido, sentiu-se culpado.
Talvez, quem sabe, o filho precisasse comprar algo.
Querendo descarregar sua consciência doída, foi até o quarto do menino e, em voz baixa, perguntou:
- Filho ... estás dormindo?
- Não, papai. Respondeu o sonolento garoto.
- Olha, aqui está o dinheiro que me pediste.
- Muito obrigado, papai! ... disse o filho, levantando-se e retirando R$2,00 de uma caixinha que estava sob a cama:
- Agora que já completei o dinheiro que faltava e tenho R$3,00... papai, por favor, o senhor poderia me vender uma hora de seu tempo e conversar comigo?..."

*PENSE BEM SEMPRE: - Se você não tem um filho, pense em "dar" uma hora da sua atenção para alguém que você ama...*

***Estes últimos acontecimentos no Rio de Janeiro, da morte do garoto João Hélio, arrastado 7Km, preso ao cinto de segurança do seu carro, roubado de sua mãe e que ela não o pôde resgatar da crueldade dos seus algozes, outros 5 "garotos" entre 16 e 19 anos, em que o pai de um deles entregou o próprio filho às autoridades...(remorsos da falta de diálogo, ele terá?)

Nos faz parar para pensar, quantas vezes, que esses, agora assassinos, tiveram oportunidade para conversar com seus pais, quando eram da idade do pequeno João Hélio????***

Mais uma Farpa Bem Dolorosa que a Vida nos coloca no caminho....

By@
Anna D'Castro

5 comentários:

Daniele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniele disse...

Minha Amada Amiga Anna,

"E por falar em saudade, onde anda você, onde andam seus olhos que a gente não vê..."

Saudade imensa,

Beijos na alma,

da sempre amiga e fã,
Dani

Anna D' Castro disse...

Dani querida, estou mudando de apê, toda enrolada e sem tempo para vir por aqui, nem dar um oi aos amigos, mas eu reapareço pode deixar.
bjs

Daniele disse...

Minha amiga tão querida e poetisa dileta,

sempre que puder eu lhe peço me dê notícias.

Você está presente no meu coração, nas minhas preces.

Que Deus abençoe muito a sua mudança.

Adoro-te demais,

Beijos na alma,

MIGUEL GIRASSOL disse...

sem preço o amor e a comunicação