sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

* O VERDADEIRO SENTIMENTO DE NATAL *



Quando o mundo atravessa momentos tão difíceis,
quando povos de toda a parte do mundo
sofrem com guerras terríveis...
Doenças incuráveis e todo o abandono,
com o preconceito do mundo...
Quando morrem inocentes crianças e outras são
açoitadas pela dor, pela fome, pelo medo,
sendo vítimas da mais terrível violência:
- a falta de Amor -
seria bom que todos nos questionássemos,
seriamente,
sobre o tipo de Natal que vimos festejando
desde que nascemos.
Natal de pinheiros enfeitados por bolas coloridas,
com muitos laços e presentes,
com um Papai Noel, gordo e feliz,
sempre esperado em casas de crianças
mais beneficiadas,
levando os presentes por elas desejados...
Quando são esquecidas crianças pobres,
que simplesmente vivem nas ruas
ou para ser mais precisa "vegetam"...
ou quando suas famílias sequer têm trabalho
para poder comprar alimentos,
quanto mais 'presentes' ...
e jamais elas sabem o que é um brinquedo,
vivendo sem ter absolutamente nada,
sem que os seus mais humildes sonhos
sejam satisfeitos...
nem no dia em que se comemora o
nascimento de Jesus,
o símbolo de Amor Universal.
E aí é hora de refletir,
se já não é tempo de que tudo isso seja mudado.
Se agora, que todos podem compreender
melhor o que se passa,
não deveríamos mudar e atualizar
as tradições, com mais verdade e coerência
sem o conformismo de viver imitando
o que sempre foi,
para começar a agir de forma
mais cristã e festejar o Natal compartilhando
com verdade o Amor, como Deus gostaria
que fosse feito ao enviar para o Mundo
o seu filho querido Jesus,
o homenageado em 25 de Dezembro.
Há que deixar seus egoísmos de lado
e ajudar aquele que tem menos que nós,
a perdoar sem guardar mágoas
de quem nos ofendeu, numa hora irrefletida
e no calor de ânimos estressados....
amar incondicionalmente as criaturas...
Se posso ofertar os meus amados,
por que não dar o maior presente aos
que talvez não tenham sido nunca
objeto do Amor de alguém?
Se posso ter uma mesa farta das iguarias
que gosto, por que não compartilhar alguma coisa
gostosa, com quem talvez
ainda não tenha se alimentado hoje?
Será justo que Jesus com todo o Amor que trouxe
para nos ofertar, seja apenas festejado
nas casas de quem tem possibilidades?
Logo Ele, que se doou para os humildes,
os doentes, os fracos, os oprimidos?
É lógico que não podemos mudar o mundo,
mas poderemos mudar apenas
o nosso Natal em família.
Neste Natal, seria bom levar um presente
para uma criança pobre,
levar alimentos para quem não tem o que comer...
Seria bom esquecer tantos gastos supérfulos
que se fazem, e que não melhoram
em nada as nossas vidas.
Talvez que com nossa criatividade, Amor
e algum pouco dinheiro que consigamos aliviar,
um pouco, a dor de quem sofre:
- que tem fome, que está só e sem esperança.
O importante é que se estenda um pouco mais
o nosso amor e se lembre de alguém
que precise mais do que nós.
Alguém que talvez nunca
tenha sabido o que é isso...
Assim, com certeza Jesus será oPapai Noel
de todos os Natais,
nos trazendo Paz, Alegria, Luz
e sobretudo devolvendo todo o Amor
dum mundo que poderá ser melhor do que é
atualmente, cansado de tanto errar
e esperando se encontrar!
***¨¨¨***
Anna... compartilhando mais uma Farpa do nosso mundo...

4 comentários:

Naeno disse...

A gente pode ser feliz em qualquer lugar do mundo ou em nenhum lugar do mundo. Depende da bagagem que se leva. Se se leva desilusões, desencontros, desamores, isso continuará, e é um estoque que não se finda fácil. É preciso se experimentar o total reverso, o lado completamente oposto, e que venham com antídotos contra todas essas mazelas para que você consiga ter uma vida harmoniosa e boa.

Feliz Nata,

Um beijo

Naeno

Arauto da Ria disse...

Querida Anna!
Já tinha saúdades de um post seu, mas confesso que o desconforto e o alerta que nos faz neste, vem a avivar em mim mais cedo, um sentimento que sinto todos os anos na Noite de Natal, fico menos feliz, apesar de ter todos os meus junto, da alegria das crianças e da festa.
Lindo coração o seu, tanto talento, sensibilidade e amor, para descrever uma quadra linda para muitos e tão triste para tantos.
Apesar de tudo, queira fazer-me o favor de passar um feliz e santo NATAL.
Um beijo

Anna D' Castro disse...

"A gente pode ser feliz em qualquer lugar do mundo ou em nenhum lugar do mundo..."
Adorei, pois é a mais pura verdade e eu também sinto assim...
Obrigada Neno, por estas simples e reflexivas palavras...
Feliz Natal, querido e ótimo 2007
bjs
**********

Arauto, querido é sempre bom nós refletirmos um pouco, quando há pessoas que nem se dão conta que simples comemorações afetivas, acabam por virar um ato puramente banal e comercial...
As nossas crianças ficam encantadas com todo o aparato, mas também para elas o Natal deverá ser todos os dias e ensiná-las a repartir todos os dias também com quem possui menos... Isso sim é o verdadeiro espírito do Natal...
Tenha um feliz e Santo Natal.
Que 2007 lhe traga tudo quanto mais ambicionar.
Aguardo sua visita por aqui e lá pelo outro "cantinho" sempre que puder.
bjs

Arauto da Ria disse...

Querida Anna,
passei para te deixar os meus votos de continuação de Boas Festas e um 2007 carregado de realizações, felicidade e muita saúde.
Um beijo.