quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

(DES)HUMANIDADES... PARA BOI DORMIR! OU MISTÉRIOS DE PANDORA!


CONSTATANDO...

Há uns anos, li uma matéria num jornal, sobre uma cidade pequena da Europa, no interior de Inglaterra, creio, onde fizeram a experiência de tirar as televisões de todas as casas, a fim de saber como as pessoas se comportariam sem o aturdimento diário do alienante 'instrumento'. Nos primeiros dias, algumas delas começaram a pegar livros na biblioteca local, ouvir música, ir mais ao cinema, contar histórias, conversar... Mas depois de algum tempo, não muito longo, as famílias começaram a se entediar. Um já não podia olhar mais para a cara do outro. Daí que surgiram os desentendimentos, as discussões, etc, etc, etc...

- O mundo inteiro entra dentro da sua casa, é impressionante, e ninguém se dá conta. -

Quando perdemos um hábito ou uma rotina, ficamos perdidos...
Aí é que dá mesmo pra entender o papel da TV nas nossas vidas... é algo que entorpece.
Sem televisão, a cabeça fica lotada de pensamentos que já não estamos habituados a ter e por mais desagradável que a alguns possa parecer, se não fosse 'ela' muitos casamentos se tornariam entediosos e talvez não sobrevivessem.
Não é por acaso que quando há famílias muito numerosas - e normalmente são na classe mais desfavorecida - se diz que não deveriam ter TV... (ironia).... Daí se chegue a constatação de um fato: ou seja, que por vezes 'entorpecer' pode ser bom... tudo vai do ponto de vista.

......
......

MODAS OU MANIAS

De um outro ponto de vista é a 'mania' ou Moda que está correndo por estre Rio afora e que transforma Centros Culturais em armazéns de vinhos ou depósitos de supermercados... que triste.
No Centro da Cidade e no Jardim Botânico essa 'moda' pegou em grande estilo, infelizmente...
Mais outra 'moda' é essa dos patrocínios. Faltam os patrocínios para a cultura e encerram as portas dos Centros Culturais.

Há uns anos atrás, eram os cinemas que "viravam" igrejas de variadas 'neo' religiões... Uma triste MODA, que por ora, parou, felizmente...
Mas agora é a 'moda' - muito boa por sinal - de eventos poéticos e teatrais se difundirem em Livrarias e Restaurantes, e lotam esses lugares, mas melhor estariam nos espaços culturais, que são para esse efeito e que têm encerrado as portas para os ditos cujos armazéns e depósitos...
Ora, ora senhores empresários, que só pensam em rechear seus bolsos de 'grana' para seu belo prazer e disfrute e não se quedam um pouco para o desenvolvimento intelectual necessário ao crescimento deste jardim à Beira-mar plantado...

Vamos lá "desatarem um pouco mais os cordões à bolsa"....
- é por os umbigos serem maiores que a cultura e por outras, que o crime organizado avança cada vez mais e o pobre coitado e sofrido povo, faz seus derradeiros apelos nos postes de iluminação pública:
"- POR FAVOR NÃO MATEM AS PESSOAS!"

Triste final de ano de 2006....

..."mendigos de amor, vivem em Prisão de Palavras...
com suas Grades de Espanto!"...

by@ Anna D'Castro recolhendo as Farpas de mais um ano

4 comentários:

Anônimo disse...

É realmente triste o que fazem com a cultura. Aqui em Portugal também acontece isso, infelizmente. Grandes teatros, de renome, transformados em casinos ou em "casas de culto" de certas religiões.
Não se incentiva uma ida ao teatro ou outro tipo de espectáculos...
É triste, mas é cada vez mais uma realidade.

Beijinhos

Anna D' Castro disse...

É verdade Verinha, e nós que defendemos a cultura, que é a ferramenta para o progresso do mundo, nos quedamos com espetáculos tão deprimentes.
Beijos no teu coração

Daniele disse...

Minha Tão Amada Anna,

Saudade incomensurável de ti,

O caos, a violência que assola o mundo nos coloca diante de uma tristeza imensa, não posso mudar isso, mas no meu dia a dia eu mudo, jogando pétalas a quem me atira pedras, amando a todos independente do credo, condição sócio econômica, raça e principalmente respeitando meu semelhante.

Beijos na sua alma,
Da amiga que nunca lhe esquece
e te ama muito,
Dani.

Anna D' Castro disse...

Dani querida, tão feliz com tua visita. É verdade, o caos, a violência, o descaso e a negligência assola não só o Brasil, mas o mundo e as pessoas se acomodam e tudo continua na mesma, entra ano e sai ano e nada acontece.
Mas vamos torcer para que a utopia vá diminuindo com a ajuda de todos nós.
beijinhos amada